Eu prefiro os vilões e anti-heróis

Alguns dos meus preferidos...

Alguns dos meus preferidos...

Eu não gosto dos bonzinhos, dos heróis, dos morais, dos corretos, dos caridosos… Os acho extremamente irritantes e insuportáveis. Esquecem que são humanos e ficam querendo se parecer com o Deus ‘virtuoso’ que eles criaram. É completamente patético e nada convincente. São constantemente julgados pela sociedade, devendo se adequar aos limites e valores que ela impõe. Vivem suas próprias vidas pela vida de outras pessoas. E quando surge alguma dúvida quanto uma atitude sua, levam pedradas, perdem sua moral e prestígio. Eu acho é bem feito quando isso acontece. Não tenho pena nenhuma. Quem mandou ser capacho dos outros?

Eu prefiro os vilões e anti-heróis, eles são bem mais humanos. Eles expõem sua loucura, suas cicatrizes e sua fraqueza. Suas motivações geralmente são egoístas, por vaidade e ele sempre luta até o último instante pelo que ele acredita. Ele tem necessidades, ele tem fome em seus objetivos, ele é palpável. Ele também tem segredos, ele sofre, ele perde, ele tenta de novo e ele se ergue. Quer coisa mais humana que isso?

Ninguém é bom. Há muito mais maldade em nós mesmos que imaginamos. Somos todos capazes de cometer atrocidades por algum motivo que nos impulsione a isso. E isso não é certo nem errado. É simplesmente o que somos. Nunca aconteceu de você sempre tentar uma coisa do jeito certo, falando direito e nunca ter resultado? E, de repente, você explodiu, ‘falou grosso’ e a coisa aconteceu? Pois é. Até mesmo os sentimentos ‘negativos’ são bons e extremamente úteis. A grande questão está em como usá-los de forma saudável. Divirtam-se tentando descobrir!

“O que eu não gosto é do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Eu não gosto dos bons modos

Eu não julgo competência
Eu não ligo pra etiqueta
Eu aplaudo rebeldias
Eu respeito tiranias
E compreendo piedades
Eu não condeno mentiras
Eu não condeno vaidades

Eu gosto dos que têm fome
Dos que morrem de vontade
Dos que secam de desejo
Dos que ardem…”

Adriana Calcanhotto – Senhas

Ah, e quem nunca torceu para algum destes anti-heróis ou vilões da ficção, que atire a primeira pedra!

I prefer the Villains and the Antagonists

Alguns dos meus preferidos...

Alguns dos meus preferidos...

I don’t like the good ones, neither the heroes, the morals, the charitables… I think they are extremally annoing and intolerable. They forgot that are just humans and insists to look like the perfect and virtuous God they created. It’s pathetic and not convincing. They’re judged 24 hours a day by society, and have to be under it’s boundaries and moral values, living their lives for other people’s lifes. And when, somehow, a doubt about they comes out, they’re misunderstood and judged in the wrong way, loosing their moral and reputation. I don’t pity. Who told them to choose being someone’s subordinate?

I prefer the villains and the antagonists, because they are much more human. They expose their madness, scars, weakness. Their motivations are generally selfish and they always fight till the last minute for what they believe. They have needs, they have hungry to achieve their objectives, they’re real. They also have secrets, suffer, loose, try again and raise themselves. Do you want something more human than that?!

Nobody is good. There’s much more evilness in ourselves than what we imagine. We’re all capable to make atrocities for some reason that push us to do so. And that’s not right, and it’s not wrong. It’s just what we are. Never happened with you that you wanted something, and you asked in the right ways, with a right tone of voice, deserving it and you never got your result? Then, suddenly, for some reason you just lost your mind and lost control and you got what you wanted? There it is… Even the ‘bad feelings’ are good and extremal useful. The big mystery is how to use them in a healthy way. Have fun trying to figure it out!

11 Responses to Eu prefiro os vilões e anti-heróis

  1. Não tem pedra aqui no quarto. (=/)

    Sempre torci pro Voldemort, achava que a Rowling ia matar o Harry no final pra ter aquele final com chave de ouro. Quando soube que o Voldemort perdia, nem fui atrás da reserva que eu tinha feito. Só vou ler agora por que eu ganhei o livro. (=D)

    Parabéns pelo post, Nathy. Como sempre muito bem escrito e gostoso de ler. As duas listas são muito maneiras e bem completas. A de anti-heróis tem de tudo, personagem de game, quadrinhos, filmes, desenho… Os meus preferidos são o Kratos, Joker e Magneto.

    Beijos e abraços.

  2. O harry realmente é um abestalhado!

    Não lembro de em nenhum momento preferir o vilão *hum.. ;P só se vc contar o Edward como um vilão :X shaushuah

    adorei o texto amore, escreves mto beem , mas concerteza ja sabes disso (:

    beijos

  3. Realmente é interessante a vontade de ser “superior” dos heróis, não errarem e serem sempre bonzinhos…
    Odeio quando o herói prende o vilão e fica esperando pra polícia pegá-lo…
    Depois eles sempre são salvos… (Vilões são espertos)
    Mas quando o vilão prende o herói demora tanto pra “matar” que o hero também se salva (Vilões também são babacas)

    Então fico meio dividido entre os dois lados.
    Mas sempre me vejo na pele de um personagem num filme que assisto (nem sempre o protagonista) mas “abandono” ele no meio do caminho se for babaca.

    Felicidade, saúde e Sucesso.

    Benes Junior

    • Pois é… Bem lembrada essa parte. A vaidade sobe tanto à cabeça que o vilão faz questão de explicar vírgula por vírgula seu incrível plano pra pegar o bonzinho. E, como é ficção, o bonzinho sempre se salva.

      Eu também costumo abandonar se for muito bobinho. Gosto de coisas mais densas.

      Beijos!

  4. Eu tava assistindo fringe e adoreei o terrotista doido *-* David Robert Jones, nossa deu uma raiva qndo o Peter matou ele ¬¬’
    Revolteei, e minha amiga ficou rindo pq eu tinha gostado do vilão da historia ai lembrei do seu post sobre isso (: hahaha

    bjs :*

  5. Pingback: “I Can Corrupt You… | Estava Pensando...

  6. Liga da justiça, X-men, Os vingadores, Harry Potter corretos, gentis, superiores, soberbos… todos tolos. Lex luthor, Darkseid, Massacre, Thanos, Voldemort vilões nota 10, não precisam de plateia, na versão chata, sempre perdem e o heroi salva o dia; na versão legal humilham, derrotam herois mostrando p/ eles que não são sao seres superiores…
    Post legal!!!

  7. Concordo.Nos desenhos por exemplo,sempre os herois fizeram alguma coisa pra serem perseguidos por viloes.exemplo:Peter Pan.Um garoto fdp que só sabe fazer travessuras ate com os amigos,cortou a mao do capitao gancho,deu a um jacare,e fez o jacare perseguir o pirata pra sempre!Muito sme noção!isso nao é um heroi!sempre gostei de piratas,assacinos,mutantes,vampiros,vingadores(que querem se vingar e nao o filme!) ou melhor dizendo,viloes e anti herois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>